Como escolher as lentes dos meus óculos?

Meu filho vai precisar usar óculos. E agora?
26 de julho de 2016
Quando uma criança precisa usar óculos?
3 de maio de 2018

Existem diversos tipos de lentes, materiais e tratamentos disponíveis.

As lentes podem ser monofocais ou multifocais.

As multifocais são usadas para corrigir a presbiopia, evitando que o usuário tenha que ter dois ou três óculos para suas atividades diárias. Sua adaptação está cada vez mais fácil devido a evolução destas lentes. Para uma melhor adaptação é indispensável que se escolha uma marca de qualidade para as lentes, assim como sua montagem seja realizada por uma equipe óptica experiente. A escolha do tipo de armação, seu posicionamento e as medidas da lente em relação ao olhar do paciente são fundamentais para uma adaptação sem maiores dificuldades. No entanto, mesmo tomando todos estes cuidados algumas pessoas não se adaptam com este tipo de lentes.

Existem as multifocais progressivas (longe, meia distância e perto) e as multifocais regressivas (meia distância e perto), esta última com maior facilidade de adaptação.

O uso de óculos para leitura comprado em drogarias não prejudica ou causa qualquer doença nos olhos. Mas como muitas vezes são de qualidade inferior, e com uma refração aproximada podem não dar tanto conforto como os óculos confeccionados na óptica.

Os materiais das lentes são basicamente vidro e plástico. As lentes de plástico são mais leves, mais flexíveis e mais seguras.

Atualmente para crianças se recomenda o uso de lentes de policarbonato pela sua alta resistência a impactos.

Para adultos, normalmente se recomenda as lentes de Trivex (também de plástico) que possuem a resistência comparável as lentes de policarbonato com menos aberração óptica. Em casos de altos erros refracionais, para se evitar lentes muito grossas, deve-se optar pelas lentes de alto índice refrativo.

Existem tratamentos disponíveis para a superfície da lente como:

  • Antireflexo: previne o aparecimento de reflexos indesejáveis na superfície da lente. Com isto além de melhorar a aparência, ocorre uma maior passagem de luz pelas lentes melhorando o contraste e a qualidade visual.
  • Proteção UV: a maioria das lentes plásticas já possuem esta proteção. No entanto, caso a lente não possua esta proteção a aplicação de fator UV é indispensável.
  • Fotocromáticas: Estas lentes possuem a característica de escurecerem conforme a exposição a luz. A grande desvantagem destas lentes é que não funcionam tão bem dentro do carro ou avião. Nestes locais a janela possui uma proteção contra os raios solares o que dificulta o escurecimento das lentes. Em alguns casos podem se passar muitos minutos até que a lente escureça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *