Estrabismo Adulto, pode acontecer?

Ambliopia. O que é e como tratar?
25 de junho de 2018
Entendendo a visão dupla
17 de julho de 2018

estrabismo_adulto_banner

Estrabismo Adulto – Recebo muitas perguntas se o estrabismo pode acontecer no adulto e quais são as diferenças entre casos em adultos e crianças.

A principal diferença é que o estrabismo que se inicia na infância muitas vezes leva ao aparecimento de ambliopia. Se não for adequadamente tratada pode acarretar baixa visão em um dos olhos por toda a vida. Já o estrabismo adulto não compromete a acuidade visual. Porém, na maioria dos casos, interfere muito na qualidade da visão pois há o aparecimento de visão dupla (diplopia).

Além da diplopia, ao examinar o estrabismo adulto, o médico irá tentar descobrir se o estrabismo é consequência de alguma doença sistêmica ou se seu aparecimento tem apenas origem ocular.

Muitas vezes são solicitados exames de imagem, tanto do crânio como da órbita, além de exames laboratoriais para tentar encontrar uma causa para o desvio.

Algumas causas comuns são paralisias de nervos cranianos decorrentes de doenças como o diabetes, orbitopatia de Graves (decorrente de hipertireoidismo) e miastenia gravis.

O tratamento pode ser feito com óculos prismáticos para alívio da diplopia.

Esse tratamento é recomendado nos casos em que o desvio é pequeno e não necessita cirurgia. Também pode ser feito através de cirurgia para correção do estrabismo.

Nos casos em que a cirurgia está indicada, o sucesso irá depender da causa. Alguns casos têm excelente prognóstico, outros são mais complicados e muitas vezes podem precisar de mais de uma cirurgia.

Independentemente da idade, se o paciente tiver condições clinicas, se houver indicação cirúrgica e desejar o procedimento, ele poderá ser realizado.

Estrabismo e auto estima

O preconceito contra crianças estrábicas aparece já em torno dos seis anos. A criança estrábica é totalmente discriminada. Ela tem dificuldade de te fitar nos olhos. É muito retraída.

Os efeitos desse preconceito podem se prolongar até a fase adulta, abalando muito a auto estima da pessoa estrábica. Colocar o cabelo na frente dos olhos e se esconder atrás dos óculos são sinais comuns de que a auto estima da pessoa estrábica está abalada. Você não precisa disso!

Se você sente que o estrabismo afeta a sua auto estima, converse com seu médico, participe de grupos sobre Estrabismo (nas redes sociais existem muitos) e, se sentir necessidade, procure a ajuda de um especialista em saúde mental.

A auto aceitação é algo que se constrói a duras penas, é um processo lento. Dê o primeiro passo: reflita se você está chateado por realmente existir algo ou se é por uma pressão preconceituosa da sociedade. Pare de colocar defeito onde não tem. Comece a admirar o que você tem =) e pare de colocar defeito onde não tem. Se aceite da forma que você é!

Lembre-se: o estrabismo não define a pessoa! Ele tem tratamento! Não desista nunca de seus sonhos!

Cirurgia do Estrabismo, quando fazer?

Uma dúvida muito frequente é a partir de que idade pode operar o estrabismo. Isso vai depender do tipo de estrabismo, pois nem todos têm indicação cirúrgica. 

O estrabismo em que a criança nasce com ele, com os olhos apontados para dentro pode ser operado a partir dos 6 meses. Quanto antes, melhor.

Já o estrabismo de esotropia intermitente, normalmente é operado aos 5 anos de idade.

Não existe idade máxima para realizar a cirurgia. O estrabismo pode ser corrigido cirurgicamente em qualquer idade, não só na infância. As chances de sucesso da cirurgia são iguais para tanto para quem opera aos 10 anos quanto para quem opera aos 50 anos de idade.

Muitas pessoas mais velhas são desencorajadas a operar porque recebem a informação de que não adianta e que sempre vai voltar. Mas não é bem assim. Todo estrabismo pode voltar, mas na grande maioria dos casos, uma única cirurgia resolve para o resto da vida.

Algumas cirurgias podem precisar de um “retoque” para melhorar o resultado do alinhamento da primeira cirurgia.

O maior limitante em relação a cirurgia do estrabismo é a condição de saúde do paciente e não a sua idade.

O Plano de Saúde cobre a Cirurgia de Estrabismo?

Teoricamente sim, pois não é uma cirurgia cosmética mas sim uma cirurgia reparadora que pode trazer uma ganho funcional. Sendo assim, os planos de saúde devem cobrir, independente da faixa etária.

Como é feita a Cirurgia do Estrabismo?

A cirurgia é realizada na musculatura do olho, fortalecendo ou enfraquecendo os músculos para alinhar e equilibrar a coordenação do olho.

Dependendo do tipo de estrabismo é realizada em um olho só ou nos dois olhos.

O pós-operatório é incômodo, o paciente pode ter a sensação de areia nos olhos, vermelhidão e dor nos primeiros dias. Mas depois de 1 semana, os sintomas já melhoram bastante. 

O resultado final é analisado um mês depois da cirurgia.

Mais de 80% dos casos, são resolvidos em uma única cirurgia. Se você sente vontade de operar, procure um Oftalmologista Especialista, que irá avaliar se seu caso é cirúrgico. 

Quando a cirurgia do Estrabismo é contraindicada?

No  estrabismo adulto, a cirurgia é contraindicada quando o desvio for menor que 1mm. 

São desvios muito pequenos que os pacientes percebem ao se olharem no espelho e muitas vezes querem operar, porém nesses casos a cirurgia é contraindicada.

Outra contraindicação acontece quando o paciente tem alguma condição clínica ou problema de saúde que não permita a cirurgia, independente da idade.

Em alguns casos raros em que o olho já foi operado em outras cirurgias como: descolamento de retina, catarata, glaucoma, entre outras, a cirurgia pode ser contraindicada para preservar a saúde do olho. Mas somente uma avaliação presencial com um Oftalmologista Especialista pode afirmar se a cirurgia pode ou não ser realizada.

A boa notícia é que a grande maioria dos casos de Estrabismo podem ser tratados cirurgicamente.

Mitos da Cirurgia do Estrabismo

MITO – Já passei da idade para operar o Estrabismo!

Verdade– Apesar de ser recomendado que o procedimento seja realizado o mais precocemente possível, a cirurgia do estrabismo pode ser realizada em qualquer idade. 

MITO- O Estrabismo sempre volta depois da cirurgia!

Verdade–  Na maioria dos casos, o estrabismo não volta após a cirurgia. A recidiva acontece na minoria dos casos e, caso aconteça, o estrabismo pode ser operado novamente com resultados duradouros.

Leia também: Cirurgia do Estrabismo

 

 

 

 

3 Comentários

  1. Roberto disse:

    Olá sou o Roberto tenho 32 anos acredito ter uma boa saúde não fumante, tenho estrabismo pra fora, não sinto nenhum problema de visão apesar disso. Gostaria da correção por fatores estéticos.
    Gostaria de saber como é feita essa cirurgia, o tempo de recuperação e o custo aproximado de todo o processo por favor.
    Aguardo retorno
    att Roberto de Souza.

  2. […] sendo feita pelo cirurgião.  Caso você tenha alguma dúvida, confira o post que fizemos sobre estrabismo em adultos.  ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A cirurgia de estrabismo é realizada alterando a posição dos […]

  3. […] sendo feita pelo cirurgião.  Caso você tenha alguma dúvida, confira o post que fizemos sobre estrabismo em adultos.  ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A cirurgia de estrabismo é realizada alterando a posição dos […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *