Porque devo levar meu filho ao oftalmopediatria?

Emetropização
17 de junho de 2019

O que faz o Oftalmopediatra?

O médico oftalmologista é um especialista que estuda e trata a saúde dos olhos, através de exames, tratamentos e cirurgias oculares. A oftalmopediatria é uma especialização dentro da oftalmologia voltada para os cuidados dos olhos dos bebês e das crianças.

Como o oftalmopediatra atua ainda na fase da infância, desde o momento do nascimento e durante todo o desenvolvimento da criança, a consulta com um médico dessa especialidade aumenta as chances de detectar possíveis doenças ainda em seu início, proporcionando redução de sequelas e maiores chances de cura.

Por conta disso, é fundamental que em paralelo ao acompanhamento junto ao pediatra, sejam feitas consultas regulares ao oftalmopediatra.

Quais doenças podem surgir durante essa fase?

Durante as consultas de rotina, o médico irá avaliar o desenvolvimento de doenças e a melhor forma de tratá-las como:

Ambliopia – conhecido popularmente como “olho preguiçoso” é a causa mais comum de baixa acuidade visual em crianças. Ocorre quando a visão não foi estimulada adequadamente durante a fase de desenvolvimento. O tratamento é feito com uso de oclusão. É possível tratar a ambliopia até os 7 anos de idade em média. Após essa idade a baixa visão é permanente.

Estrabismo – desalinhamento de um ou dos dois olhos, que pode acarretar no desenvolvimento da visão dupla ou ambliopia.

Conjuntivite alérgica – sendo a sazonal a mais comum, causada por substâncias alergênicas como pólen, poeira, pelos de animais, entre outros. Crianças com conjuntivite alérgica que coçam muito os olhos tem maior risco de desenvolverem ceratocone.

Catarata congênita – opacidade parcial ou total do cristalino, que reduz a acuidade visual. Pode acometer um ou os dois olhos.

Lacrimejamento em bebês – é causado pela obstrução do canal lacrimal, o que impede a drenagem adequada das lágrimas. É muito comum, e a maioria resolve espontaneamente no primeiro ano de vida. Deve ser feito diagnóstico diferencial com glaucoma congênito.

O diagnóstico precoce de qualquer doença é fundamental para o desenvolvimento perfeito da visão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *