Como cuidar da visão das crianças na escola?
31 de janeiro de 2019
Quando levar seu filho ao oftalmologista
4 de março de 2019

A Síndrome de Down, ou trissomia 21, é uma alteração genética em que a pessoa tem 47 cromossomos no lugar dos 46, que é o normal – ao invés de 2 cromossomos 21, o portador de síndrome de Down apresenta 3 cromossomos 21.

Por conta dessa diferença, as pessoas portadoras da síndrome, têm características físicas semelhantes e estão sujeitos a algumas doenças, entre elas visuais.

Quais são os problemas visuais mais comuns em pessoas com Síndrome de Down?

A necessidade do uso de óculos é maior nas crianças com síndrome de Down, quando comparados com a população geral.

É mais comum eles serem estrábicos também. Segundo Movimento Down, em torno de 20% das crianças são estrábicas. Suas pálpebras possuem formato típico, que nós chamamos de epicanto. O epicanto torna mais difícil o diagnóstico de estrabismo por um médico não especialista.

Obstrução do canal lacrimal também é mais frequente em crianças com Síndrome de Down.

É sabido que as crianças com Down aprendem mais facilmente com informações visuais. Por isso, é importante que o acompanhamento Oftalmológico seja feito desde o início. Com primeiro exame realizado aos 6 meses de vida, ou antes se o pediatra achar necessário.

Pais e pessoas próximas devem estar sempre atentos a qualquer sinal de desconforto visual ou dificuldade da criança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *