Tempo de tela para bebês e crianças

Quando levar seu filho ao oftalmologista
4 de março de 2019
Dificuldade de Aprendizado e Visão
19 de março de 2019

Tempo de tela e Criança com celular

O tempo de tela de bebês e crianças tem aumentado significativamente nos últimos anos e precisamos falar sobre suas consequências.

O uso de dispositivos eletrônicos, como tablets e smartphones, é algo cada vez mais comum, inclusive pelas crianças. Esse primeiro contato com a tecnologia está começando cada vez mais cedo.

Processo de formação da visão do bebê e da criança

O principal problema do uso excessivo de celular e tablet por bebês e crianças é sua interferência no processo de emetropização do olho.

Emétrope é todo o indivíduo que não tem nenhum grau nos olhos. Em todos nós, o olho do nascimento até ao redor dos 20 anos tentou ficar emétrope. Diversos fatores influenciam no grau que teremos ao redor dos 20 anos, entre eles fatores genéticos e ambientais.

Celular faz mal para crianças e bebês?

Dentre os fatores ambientais que mais contribuem para o aparecimento de miopia é o uso excessivo de dispositivos eletrônicos. Porque, ao fazer uso desses aparelhos, a criança fica com a visão focada apenas para perto.

Além disso, passar a maior parte do dia em ambientes internos, com pouca ou nenhuma exposição à luz solar é outro fator que contribui para o surgimento cada vez mais precoce da miopia.

A Academia Americana de Pediatria recomenda por diversos motivos tempo de tela igual a ZERO em bebês até 2 anos de vida. Na prática, sabemos que nos dias atuais isto é praticamente impossível.

Tempo de tela por idade

Assim, qualquer bebê, criança ou adolescente deve ter monitorado o seu tempo de tela. O tempo de tela recomendado é que , em intervalos regulares, a cada 20/30 minutos a criança deve ser estimulada a mudar o foco e olhar para longe.

Em bebês e crianças é recomendado que parem essas atividades e passem para brincadeiras que estimulem o foco visual para longe. De preferência ao ar livre.

Tempo de tela por idade

Tempo de tela por idade

  • Abaixo de 18 meses: não devem ser expostos às telas;
  • 18 meses a 2 anos: Os pais de crianças de 18 a 24 meses de idade que desejarem introduzir o uso do celular ou tablet devem escolher uma programação de alta qualidade e assistir junto com os filhos para ajudá-los a entender o que estão vendo;
  • 2 a 5 anos: Limitado a uma hora por dia, de programação de qualidade e apropriada à idade. Os pais também devem assistir ao conteúdo junto com a criança para ajudá-la a entender o que ela está vendo;
  • 6 anos ou mais: O tempo de tela deverá obedecer as recomendações abaixo:
    • Incentivar a criança a brincar e a realizar atividades físicas de preferência em ambientes abertos, evitando assim as telas;
    • Estabeleça o limite de diário para o uso dos eletrônicos;
    • O quarto da criança não deve nenhuma tela, seja ela televisão, computador,  tablet ou smartphone;
      Evitar o uso de telas no mínimo uma hora antes de dormir;
    • Quando a criança faz suas tarefas escolares, não deve utilizar celulares e tabletes com fins recreativos;
    • Monitore os conteúdos que a criança tem acesso.

Orientações gerais para tempo de tela

Ao utilizarem celulares /tablet e computadores as crianças devem ser orientadas a deixar os aparelhos mais afastados do rosto. De preferência a um braço de distância.

Em todas as idades o uso excessivo de eletrônicos pode causar olho seco, dores de cabeça e fadiga visual. Leia esse artigo que escrevi sobre espasmo de acomodação, uma consequência comum do excessivo tempo de tela.

Em bebês, crianças e adolescentes nos quais os olhos ainda estão em desenvolvimento. O abuso pode ocasionar o aparecimento mais precoce e mais grave da miopia.

Assim, estimular o uso correto e limitar a exposição as telas é importante para a saúde visual de seu filho. E um hábito saudável que ele levará para a vida adulta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *