Próximo dos 40 anos, a visão de perto pode começar ficar borrada e na tentativa de "ajudar" esticamos o braço para ajustar o foco e começamos a ter dificuldades (“braço curto”).

Isso por que, com o passar dos anos o nosso sistema de acomodação do olho vai ficando com dificuldade de mudar o formato do cristalino, seja porque ele esta mais duro, seja porque o nosso músculo (músculo ciliar) responsável por “apertar” o cristalino está mais fraco.

Por conta disso, não conseguimos focar objetos próximos.

O tratamento mais convencional é a correção com óculos ou lente de contato.

Já o tratamento cirúrgico deve ser analisado com mais cautela. A cirurgia refrativa ainda possui resultados iniciais e não sustentáveis a longo prazo.

O implante de lentes intra-oculares multifocais deve ser reservado a pacientes com catarata.

Dra. Andrea Greco Muller

Atendemos crianças, adultos e idosos. E a cada um oferecemos um olhar focado às suas necessidades diárias.

Durante a consulta realizamos exames de acuidade visual e refração (testamos o quanto você enxerga e qual será, caso necessário, o grau dos óculos); teste ortóptico (avaliar se o paciente tem algum desvio ocular ou insuficiência de convergência); tonometria de aplanação (medida da pressão ocular) e fundo de olho.

PERFIL COMPLETO